Ex-primeiro ministro chama de “criança deformada da política ocidental arrogante ‘ISIS

 

Ex-primeiro ministro chama de “criança deformada da política ocidental arrogante ‘ISIS

Domingo, janeiro 11, 2015 14:58

 

Dominique De Villepin Dominique De Villepin [foto de arquivo]

O ex-primeiro-ministro francês, Dominique de Villepin, disse que ele mantém a política externa ocidental responsável pela multiplicação dos hotspots terrorismo em todo o mundo.Ele acrescentou que ele considera ISIS como a “criança deformada” dessa política, que ele descreveu como arrogante e errático. Em declarações à BFM TV da França, De Villepin disse que a decisão do Presidente dos EUA, Barack Obama, para formar uma aliança internacional para combater ISIS era ridícula e perigosa. 

“É sobre o tempo que a Europa e os Estados Unidos aprenderam com a experiência da guerra no Afeganistão”, disse o político francês. “Em 2001, tivemos um ponto terrorismo central. Agora, depois de se envolver em operações militares nos últimos 13 anos no Afeganistão, Iraque, Líbia e Mali, nós acabamos com cerca de 15 pontos de terrorismo por causa de nossas políticas contraditórias.”

A guerra “irresponsável” sobre o Iraque, em 2003, ajuda e apoio ao regime do ex-primeiro-ministro iraquiano Nouri Al-Maliki, que usou o “jogo sectária entre os sunitas e os xiitas”, disse De Villepin, como ele advertiu contra o rápido aumento da capacidade de ISIS. “O número dentro da organização há vários meses estava a poucos milhares, enquanto hoje é estimada entre 20 e 30 mil. Esse aumento é o produto de nossas próprias incoerências.”

Ele também alertou contra a travar uma guerra em uma região que sofre com o terrorismo e está a assistir a “crise de identidade”. Ele disse que isso equivale a derramar combustível no fogo. “Por meio dessa guerra estamos risco unir muitos grupos terroristas contra nós. Neste estaríamos oferecendo-lhes um serviço que nunca antecipado.”

Dentro do contexto da sua crítica às políticas ocidentais que são baseados na abertura de novas frentes de guerra, De Villepin disse: “O Ocidente vai entrar em guerra com o Califado [declarado pelo ISIS] no Iraque e na Síria Hoje e amanhã vamos começar a outros pontos de terrorismo. e vamos ter que lutar outra guerra contra o Califado na Líbia. ”

Toda guerra os salários Oeste, segundo ele, terá que ser seguido por um outro para suprir a sua falta e incompetência na resposta a ameaças terroristas.

De Villepin fez seus comentários na sequência dos ataques terroristas em França, em que um total de 17 pessoas foram mortas nesta semana.

Deixe um comentário