Roger Waters saúda organização do Fórum Social Palestina Livre na luta contra a ocupação israelense Reviewed by Momizat on . Renomado músico inglês faz enfático pronunciamento “contra os muros de colonização e apartheid” e confirma vinda ao Brasil Escrito por: Leonardo Severo O Fórum Renomado músico inglês faz enfático pronunciamento “contra os muros de colonização e apartheid” e confirma vinda ao Brasil Escrito por: Leonardo Severo O Fórum Rating: 0

Roger Waters saúda organização do Fórum Social Palestina Livre na luta contra a ocupação israelense

Renomado músico inglês faz enfático pronunciamento “contra os muros de colonização e apartheid” e confirma vinda ao Brasil

Escrito por: Leonardo Severo

O Fórum Social Palestina Livre, que será realizado no mês de novembro em Porto Alegre, ganhou mais um apoio internacional de peso: o renomado músico inglês Roger Waters. Em carta ao Comitê Organizador do evento, integrado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), Waters destacou que o Fórum vai “incentivar o instinto humano básico em todos os homens e mulheres de boa fé para se unirem em apoio ao povo palestino em sua luta por autodeterminação”.

“Continuaremos o nosso apelo pelo fim da ocupação israelense de terras palestinas, pela derrubada dos Muros de colonização e de apartheid, pela criação de um Estado palestino com sua capital em Jerusalém, pela concessão de direitos plenos e iguais aos cidadãos árabe-palestinos de Israel e pelos direitos dos refugiados palestinos em voltar para suas casas, conforme exigido pela Convenção de Genebra, como estipulado na resolução 194 da ONU de 1949 e também reafirmado pelo Tribunal Internacional de Justiça em 09 de julho 2004”, acrescentou.

Na avaliação do secretário de Relações Internacionais da CUT, João Antonio Felício, que realizou recentemente visita de solidariedade à Palestina, as enfáticas declarações deste símbolo musical de toda uma geração, um dos expoentes da banda Pink Floyd, potencializa a convocação do evento. “A cada dia que passa fica mais claro que a política de agressão movida pelas tropas israelenses contra o povo palestino é um crime contra a Humanidade. O Fórum vai refletir a amplitude de posições em defesa da vida e exigir justiça”, sublinhou.

João Felício relatou que ao conhecer Jericó e Nablus, cidades de milhares de anos, pôde presenciar o muro do apartheid se expandindo para todo o lado, pressionando os palestinos a deixarem suas casas, suas cidades, seu país. “É algo extremamente indigno e que merece um olhar da ONU e de todo o mundo para que se faça pressão sobre Israel a fim de reconhecer de uma vez por todas o Estado palestino”, concluiu o dirigente cutista.

 

Leia a íntegra da Mensagem de Roger Waters para o Comitê Organizador do Fórum Social Palestina Livre

Rio de Janeiro, quarta-feira, 28 de março de 2012

Desde minha visita a Israel e aos territórios ocupados em 2006, eu faço parte de um movimento internacional para apoiar o povo palestino em sua luta por liberdade, justiça e igualdade.

Sinto-me honrado por ter sido convidado pelo Comitê Nacional Palestino BDS, para anunciar a iniciativa de realização do Fórum Social Mundial Palestina Livre em Porto Alegre, Brasil, em novembro deste ano, em cooperação com o movimento social brasileiro e redes internacionais da sociedade civil.

O objetivo será a criação de um encontro internacional lá, que irá incentivar o instinto humano básico em todos os homens e mulheres de boa fé para se unirem em apoio ao povo palestino em sua luta por autodeterminação.

Em todo o mundo, o nosso movimento está crescendo.

Incentivado por eventos como o que acontecerá aqui no Brasil, a nossa voz vai crescer.

Continuaremos o nosso apelo pelo fim da ocupação israelense de terras palestinas, pela derrubada dos Muros de colonização e de apartheid, pela criação de um Estado palestino com sua capital em Jerusalém, pela concessão de direitos plenos e iguais aos cidadãos árabe-palestinos de Israel e pelos direitos dos refugiados palestinos em voltar para suas casas, conforme exigido pela Convenção de Genebra, como estipulado na resolução 194 da ONU de 1949 e também reafirmado pelo Tribunal Internacional de Justiça em 09 de julho 2004.

Estou muito encorajado pelo crescimento desse movimento em Israel, especialmente entre os jovens judeus israelenses, e também pelo não menos importante “Boicote de Dentro”, com quem estou em contato.

Nós estamos com vocês.

Eventos em Israel e nos territórios ocupados não são amplamente relatados nem com precisão no Ocidente. Em Novembro próximo, o Fórum Social Mundial Palestina Livre em Porto Alegre vai ajudar a quebrar os muros de desinformação e cumplicidade.

Conclamo as pessoas de consciência para que apoiem este fórum e ajudem a torná-lo um divisor de águas na solidariedade internacional ao povo palestino.

A verdade nos libertará.

Em solidariedade,

Roger Waters


Rio de Janeiro Wednesday 28th March 2012

Since visiting Israel and the occupied territories in 2006, I have been part of an international movement to support the Palestinian people in their struggle for freedom, justice and equality.

I am honored to have been asked by the Palestinian BDS National Committee, to announce an initiative, to hold the World Social Forum Free Palestine in Porto Alegre, Brazil in November of this year, in cooperation with the Brazilian social movement and international civil society networks.

The object will be to create an international gathering there, that will encourage the basic human instinct in all men and women of good faith to unite in support of the Palestinian people in their struggle for self determination.

All over the world, our movement is growing.

Encouraged by events like the one coming here to Brazil, our voice will grow.

We will continue our call for an end to the Israeli occupation of Palestinian land, for the tearing down of The Walls of colonization and apartheid, for the creation of a Palestinian state with its capital in Jerusalem, for the granting of full and equal rights to the Arab-Palestinian citizens of Israel and for promoting the rights of Palestinian refugees to return to their homes as required by the Geneva convention, as stipulated in UN resolution 194, in 1949 and as restated by the International Court of Justice on the 9th of July 2004.

I find myself greatly encouraged by the growth of this movement in Israel, particularly among young Jewish Israelis, not least ‘Boycott From Within,’ With whom I am in contact.

We stand with you.

Events in Israel and the occupied territories are not widely or accurately reported in the west. The coming World Social Forum Free Palestine in Porto Alegre will help to break down The Walls of misinformation and complicity.

I urge people of conscience to support this forum and help make it a turning point in the international solidarity with the Palestinian people.

The truth will set us free

In Solidarity,

Roger Waters

 

Deixe um comentário

Você deve ser logged em para postar um comentário.

Voltar para o topo