Relatório sobre os prisioneiros palestinos e sua situação nas prisões israelense Reviewed by Momizat on . Total dos palestinos presos em Israel e distribuídos conforme região:   10100 prisioneiros  palestinos nas prisões israelenses e são distribuídos da seguinte fo Total dos palestinos presos em Israel e distribuídos conforme região:   10100 prisioneiros  palestinos nas prisões israelenses e são distribuídos da seguinte fo Rating: 0

Relatório sobre os prisioneiros palestinos e sua situação nas prisões israelense

Total dos palestinos presos em Israel e distribuídos conforme região:

 

10100 prisioneiros  palestinos nas prisões israelenses e são distribuídos da seguinte forma;

   – 8680 presos da Cisjordânia, o que equivale ao 86% do total

   – 750 presos da Faixa de Gaza  , o que equivale ao 7,4% do total.

   –  670 pesos de Jerusalém, dos territórios de 1984 e de outras cidades  palestinas o que      equivale ao 6,6% do total.

 

O  estado civil dos presos palestinos:

 

7565 são solteiros (74,9%)

2535 são casados (25,1%)

 

Tipo de julgamento:

 

4515 presos palestinos tem julgamento (44,7%)

950 presos palestinos ainda sem julgamento (9,4%)

4635 palestinos são detenidos sem defenir seu destino (45,9%)

 

Total pesos palestinos julgados e sua localização conforme o tempo:

 

Entre 1 mês e 10 anos tem 2742 presos (60,7%)

Entre 10 e 15 anos tem 445 presos (9,9%)

Entre 15 e 50 anos tem 717 presos (15,9%)

50 anos tem mais de 611 presos (13,5%)

 

Número dos presos detenidos  desde antes da Intifada:

 

553 presos (5,5%) antes da 2ª Intifada, uma grande parte deles esta presa desde antes do acordo Oslo em maio 1994  e antes da instalação da Autoridade Nacional Palestina, e são 369 presos e são os que se chamam ( presos antiguos). A outra parte foi presa após o acordo Oslo e antes da 2ª Intifada  e são 184 presos e estão distribuídos assim;

277 presos (50%) da Cisjordânia ( antes da 2ªIntifada)

166 presos (30%) da Faixa de Gaza ( antes da 2ªIntifada)

110 presos (20%) de Jerusalém e os territórios de 1948 e outras localidades (antes da 2ª Intifada).

 

1ª parte (369 presos):

Presos desde antes da chegada da Autoridade Nacional Palestina em maio de 1994 (3,6%) do total dos presos palestinos, 148 presos a Cssjordânia (40,1%) e 145 presos da Faixa de Gaza (39,3%) e 76 prisioneiros da Jerusalém e dos territórios de 1948 e outras localidades.

 

2ª parte (184 presos)

fora, presos após o acordo Oslo e antes da 2ª Intifada e continuam presos (1,8%).

As mulheres palestinas presas:

500 mulheres palestinas presas durante a 2ªÇ Intifaa, delas 104 presas continuam nas presões (1%), 96 presas palestinas da Cisjordâania, 5 presas de Jerusalém e 3 presas da Faixa de Gaza, e entre elas 4 presas são menores de 18 anos. Tem 3 presas passaram um tempo na prisão durante a 2ª Intifada. 74 presas tem julgamento (71,2%) e  25 presas detenidas (24%) e  5 presas sem julgamento ou acusação (4,8%).

 

As crianças palestinas prisioneiras:

 

Mais de 5000 criança palestina presa  desde o início da 2ª Intifada ( 28 Julho 2000) entre elas 335 crianças continuam presas (3,3%), 2 presas crianças tem menos e 13 anos de idade e  6 crianças tem menos de 14 anos de idade e 34 crianças tem menos de 15 anos de idade e 57 crianças tem menos de 16 anos de idade e 145 tem menos de 15 anos de iade e 91 criança presas tem menos e 18 anos de idade e  331 são do sexo masculino  e  4 crianças são do sexo feminino, 99 (29,5%) crianças presas são doentes  e 99 % das crianças foram submetidos á torturas de todo tipo e sofrimento psicológico.

 

As Crianças presas estão distribuídas da seguinte forma:

50,7% estão presas dentro do território ocupado e recebem  diariamente torturas,

647 crianças presas passaram os 18 anos de idade na prisão.

126 crianças presas tem julgamento (37,6%)

205 crianças presas são detenidas aguardam julgamento (61,2%) e tem 4 crianças presas sem julgamento ou acusação (2,1%).

Conforme os relatórios das entidades palestinas, as crianças presas nas prisões  israelenses recebem torturas de todo tipo, são mau tratados e não tem  direitos aa nada.

 4 parlamentares e 5 ministros palestinos nas prisões israelense:

 

25 parlamentar foram presos durante a última jornada de ataques e massacres ao povo palestino em Gaza após a captura do soldado israelense e 3 parlamentares foram presos durante o mês de agosto, e 8 ministros do Hamas.

13 parlamentares foram presos antes deste último massacre ao povo palestino deles 9 são do Hamas e 3 do Al FATAAH e o parlamentar palestino Ahmad Sadat da frente popular para  a libertação da Palestina.

Também tem 5 ministros palestinos que ainda estão presos na prisões israelenses que foram detenidos desde antes dom último ataque á Gaza.

============================================= 

Deixe um comentário

Você deve ser logged em para postar um comentário.

Voltar para o topo