O PASSAGEIRO Reviewed by Momizat on . Meu país está longe A terra que abandonei Ressuscitou dentro de mim E você, você está longe Eu sinto você Como um clarão que joga rosas No meu corpo Como a nece Meu país está longe A terra que abandonei Ressuscitou dentro de mim E você, você está longe Eu sinto você Como um clarão que joga rosas No meu corpo Como a nece Rating: 0

O PASSAGEIRO


Meu país está longe
A terra que abandonei
Ressuscitou dentro de mim
E você, você está longe
Eu sinto você
Como um clarão que joga rosas
No meu corpo
Como a necessidade de cantar
Em todos os portos
E… eu amo você
Mas
Eu não quero canções apressadas
Nem beijos furtivos
Você gosta disso
Como os marujos deseperados
Atraés das flores colocadas nas mesas
Através de seus dedos distraídos
Vejo o clarão, que leva meu velho rosto
Até uma janela perdida
Você me ama
É o que você disse
Por causa desta tarde
Dancemos, então
Eu sou a àgua, a sombra
A água e a sombra nada sabem da traição
Nem do medo
Sequer conhecem a lembrança
E o esquecimento
Mas, por quê?
Porque o disco parou
É que estragou o disco?
Não pára de repetir
Meu país está longe
Meu país está longe
Meu pais
Meu pais

Deixe um comentário

Você deve ser logged em para postar um comentário.

Voltar para o topo