http://www.gandalf.com.br/pl/ Reviewed by Momizat on . Links http://www.gandalf.com.br/pl/  PAZ NA PALESTINA! www.gandalf.com.br/pl Saiba mais sobre A Guerra da Palestina A Guerra da Palestina de André Gattaz (Douto Links http://www.gandalf.com.br/pl/  PAZ NA PALESTINA! www.gandalf.com.br/pl Saiba mais sobre A Guerra da Palestina A Guerra da Palestina de André Gattaz (Douto Rating: 0

http://www.gandalf.com.br/pl/

Links

http://www.gandalf.com.br/pl/

 PAZ NA PALESTINA!

www.gandalf.com.br/pl

Saiba mais sobre A Guerra da Palestina

A Guerra da Palestina
de André Gattaz (Doutor em História Social, USP)

Prefácio de Maria Aparecida de Aquino
Capa e projeto gráfico de Camila Mesquita

São Paulo: Usina do Livro, 2002. 240 p, 23 cm.
ISBN: 85-88964-02-3 / Preço: R$ 23,00

Compre o livro na Submarino por 19,90
O livro de André Gattaz não tem paralelo: trata-se do único trabalho de fôlego a trazer uma análise isenta do conflito palestino feita por um historiador daqui. Em vez de perder-se em jeremiadas senis ou atirar aos cardos as causas do conflito atribuindo-lhe “imemorialidade”, Gattaz se debruça sobre os eventos anteriores à fundação oficial de Israel, em 1948. Com isso, evidencia, primeiro, as contradições do projeto sionista, que não era aceito por grande parte das lideranças judaicas européias e, segundo, como o processo de colonização foi em larga medida estimulado pelo jogo de interesses de França e Inglaterra, que dividiam entre si o espólio do império otomano em desagregação. Demonstra, com base em farta documentação, o uso da propaganda, do terror e da violência contra os habitantes locais. Desmonta a falácia de um Estado permanentemente ameaçado por vizinhos “poderosos” que, no ato mesmo de sua fundação, o teriam traiçoeiramente “atacado”. Historia, enfim, o conflito com boa dose de objetividade, até chegar à deprimente realidade contemporânea.
Jornal de Resenhas – Folha de São Paulo – 08/março/2003

O livro relata o histórico do conflito, começando com as origens do sionismo, no final do século XIX, passando pela criação do Estado de Israel, as guerras árabe-israelenses e chegando até nossos dias, com a Intifada de Al-Aqsa. Para embasar sua narrativa, o autor utiliza mais de 50 documentos, sendo a grande maioria proveniente da Organização das Nações Unidas. O livro é ainda acompanhado por um site (www.usinadolivro.com/palestina), que disponibiliza na íntegra os documentos citados no livro.

Nesta página:

Electronic Infifada & Electronic Iraq – últimas notícias e análises (em inglês)
Esses dois sites apresentam o que há de melhor e mais independente na informação sobre os dois conflitos que mobilizam as atenções da geopolítica internacional. Atualização diária!

Sites recomendados – Alguns sites brasileiros e internacionais que dão atenção à Guerra pela Palestina, embora não endossemos necessariamente as opiniões expressas.

ELECTRONIC INTIFADA & ELECTRONIC IRAQ

(Atualizado diariamente)

Gaza students call on Tiesto to cancel Israel concert
18 June 2010

Dear Tiesto, we write to you to appeal to you to be on the just side of history, to have your voice with the oppressed. Like many other internationally renowned musicians and singers who decided not to entertain apartheid Israel such as Elvis Costello, Gil Scott-Heron, the Klaxons and Gorillaz Sound System, the Pixies, Carlos Santana and David Banhart, we expect you to follow suit and refrain from doing so.
International organizations renew condemnation of Gaza siege
17 June 2010

Since the 31 May attack on the Gaza-bound Freedom Flotilla, during which Israeli naval commandos boarded the Mavi Marmara ship in international waters and killed nine unarmed activists, international organizations and several governments have condemned Israel for its actions at high sea. Nora Barrows-Friedman reports for The Electronic Intifada.
Ahava campaign comes to court
17 June 2010

In France, the campaign to boycott Ahava Dead Sea cosmetics has entered a new phase with boycott, divestment and sanctions advocates taking legal action against the Sephora cosmetics retail chain’s contract with the company. Adri Nieuwhof reports for The Electronic Intifada.
Independent journalists dismantling Israel’s hold on media narrative
15 June 2010

Within hours of the Gaza-bound aid flotilla being intercepted and besieged in international waters by Israeli commandos, news of the bloody attack had spread across the globe. Rage, condemnation and calls for an international investigation followed. Meanwhile, Israel’s campaign to spin the attack, distort the facts and quell an outraged public was already in full swing. Abraham Greenhouse and Nora Barrows-Friedman analyze for The Electronic Intifada.
Cherien Dabis’ journey to “Amreeka”
15 June 2010

Why migrate? What do you leave when you do? What’s waiting for you? How do you bring the social construct of “home” with you? Or replace it? And in a collection of such heavy questions, where is there room for marijuana jokes? Director Cherien Dabis’ award-winning feature-length debut Amreeka investigates all of these and much more in an hour and a half of marvelous cinema. Jimmy Johnson writes for The Electronic Intifada.
Israel plans more construction on historic Muslim cemetery
14 June 2010

Israeli authorities are pressing ahead with plans to build a courthouse complex on a large historic Muslim cemetery in Jerusalem that is already at the center of protest over plans to locate a “Museum of Tolerance” there. Jonathan Cook reports.

O Palestina Livre repudia qualquer ação terrorista ou violência contra populações civis.
O ciclo de intolerância e violência que se formou só poderá ser rompido se estas forem deixadas de lado em favor da negociação, da aceitação das diferenças e do respeito aos acordos firmados.

A fraude da história:
um míssil no Pentágono!

Veja no site Dissenso a tradução do dossiê Missil ou Boeing?, que prova a impossibilidade de o Pentágono ter sido atingido por um avião — o atentado foi cometido através de um míssil, provavelmente disparado pelos próprios militares norteamericanos.

O PALESTINA 67 voltou a ser o PALESTINA LIVRE!

Depois de um ano “disfarçado”, o Palestina Livre retoma seu nome original, sob o endereço temporário www.gandalf.com.br/pl

Agradecemos aos mais de 90.000 internautas que prestigiaram o site desde outubro de 2000, quando a Intifada recomeçou, trazendo de novo aos olhos do mundo a injustiça da ocupação israelense da Palestina.

Sites em destaque

Entre os assuntos em destaque no site da Anistia Internacional, as violações de direitos humanos cometidas na luta de resistência na Palestina (Israel / Territórios Ocupados). Em TAKE ACTION, como ajudar na luta contra as violações de direitos humanos em Isrel e nos Territórios Ocupados. Sites também em espanhol e francês.

Independent Media Center é uma rede de informação baseada em colaboradores independentes em todo o mundo. Principal; Brasil; Argentina; Israel.
O maior site da Palestina, com links para os demais sites da Palestina.

SITES RECOMENDADOS

PALESTINA – IMPRENSA E POLÍTICA

ONGS

PALESTINA – CULTURA E SOCIEDADE
PALESTINA – ECONOMIA

IMPRENSA ESTRANGEIRA

SITES BRASILEIROS
——————————————————————————–

PALESTINA – IMPRENSA E POLÍTICA

Jerusalem Times: edição on-line do único jornal em inglês da Palestina. Com atualização semanal, apresenta um bom noticiário da Palestina.
Palestine Times: muitas notícias e ótimos artigos sobre a Guerra da Palestina, embora atualizado apenas mensalmente. Confira especialmente as sessões Articles e News.
AUTORIDADE NACIONAL PALESTINA: site do governo sem Estado.
Hizbollah: Site oficial do movimento de resistência libanês.
Palestine Report On Line: Um jornal eletrônico editado por jornalistas independentes de Jerusalém. Um pouco desatualizado.
ONGS

Anistia Internacional: notícias e relatórios da organização sobre as práticas criminosas de Israel nos territórios ocupados, tais como torturas; demolições de casas; assassinatos extra-judiciais; prisões em massa; seqüestros; ataques a civis etc. Há também uma sessão sobre os abusos cometidos pela Autoridade Palestina – que embora não justificados, não chegam a uma ínfima fração do volume e da gravidade dos abusos cometidos pelo Estado sionista.
ONU: A organização dispõe de um site dedicado à Questão Palestina, com todos os seus documentos sobre a questão: UN Information System on the Question of Palestine
PALESTINA – CULTURA E SOCIEDADE

Universidade Birzeit: o maior site da Palestina, com links para todos os demais sites da Palestina, além de informações específicas sobre a Universidade.
Centro Cultural Khalil Sakakini Organiza eventos e atividades em artes visuais, literatura, música e teatro, além de apoiar novos talentos e outras atividades artísticas.
No site há uma sessão em que se apresentam a biografia e obras dos principais artistas gráficos palestinos
Baha Boukhari é um cartunista palestino que trabalha para o jornal Al Ayyam. Em seu site há mais de uma centena de caricaturas sobre a ocupação israelense. Infelizmente, não há tradução dos textos em árabe.
O site FOLCLORE PALESTINO tem uma ótima sessão sobre música palestina, com diversos exemplos da música e da poesia (com traduções em inglês).
Palestine-Net: fotos e músicas da Palestina uma coleção de imagens e músicas da Palestina.

Ashtar Theater Group: ASHTAR é uma ONG palestina, fundada em Jerusalém em 1991 como um projeto educacional para o teatro e as artes performáticas. Sua sede foi estabelecida em Ramallah, onde hoje há uma importante escola de teatro.
PALESTINA – ECONOMIA

Palestine Trade Center – PALTRADE: Organização voltada a estabelecer os contatos entre organizações estrangeiras de comércio e o setor privado palestino. Visa fomentar e implementar estratégias, programas e e atividades relacionadas à promoção do setor privado palestino através do comércio exterior.
Conselho Palestino para o Desenvolvimento e a Reconstrução (PECDAR): Conselho ligado à Autoridade Nacional Palestina, visa preparar e monitorar projetos de desenvolvimento na Palestina.
Federação das Câmaras de Comércio Palestino: Organização nacional fundada em Jerusalém em 1989 para representar as câmaras de comércio de Gaza e Cisjordânia
Aqaria – Palestinian Real Estate Investment Company: uma das principais empresas de investimento contribuindo para a reconstrução da Palestina.
IMPRENSA ESTRANGEIRA

The Independent: A melhor cobertura ocidental sobre o Oriente Próximo é fornecida pelo periódico inglês The Independent. O jornal destaca-se pela presença de vários correspondentes no Líbano e em Israel, acompanhando realmente de perto os acontecimentos e mantendo uma extraordinária independência e postura crítica em suas opiniões. Todo o noticiário do The Independent é disponibilizado através da Internet. Clique aqui para ir direto às últimas notícias sobre o Oriente Médio.
UNITY • Site da organização independente contra todas as formas de opressão, imperialismo e racismo. Há uma boa sessão com artigos sobre história,  sociedade e cultura palestinas, além de análises sobre o sionismo. Da mesma organização são os sites Israeli Massacres, com fotos das atrocidades israelenses contra palestinos desde 1947 até o presente, e Sabra and Chatila, sobre o massacre de civis palestinos nos campos de refugiados em Beirute, em 1982. Embora em formato sensacionalista, estes sites mostram imagens que não demandam explicações.
Jerusalem Post: o jornal mais importante de Israel, se você quer saber como os israelenses vêem os fatos.

SITES BRASILEIROS

Um ótimo site sobre história e atualidade islâmica é Ibn Khaldoun. Vale a pena a página de artigos sobre a atualidade.
A publicação eletrônica Cosmo On-Line tem uma sessão muito boa sobre os conflitos do Oriente Médio, com vários artigos traduzidos e entrevistas exclusivas.

Deixe um comentário

Você deve ser logged em para postar um comentário.

Voltar para o topo