Até onde irá a indiferença e o silêncio?

25/04/2007 por Abdel Haq Ayoob Mais outra vez o criminoso Estado sionista de Israel mostra a sua bestialidade e caráter racista contra a heróica luta que os palestinos travam há mais de sessenta anos pela dignidade de suas famílias e a pela libertação da Pátria ocupada pelo brutal invasor. Novamente o rico dinamismo e o sentimento de justiça que a Resistência leva aos corações da população oprimida, estão s ...

Ler mais

Brasil abraça Dia Mundial de Solidariedade ao Povo Palestino

Além de inúmeras sessões solenes nas câmaras municipais de vereadores, assembléias legislativas e na Câmara dos Deputados, os movimentos sociais brasileiros estão promovendo nesta quinta (29) diversas atividades por todo o país em comemoração ao Dia Mundial de Solidariedade ao Povo Palestino. ''A existência dessa data é um tributo que o mundo paga ao heroísmo e abnegação do povo palestino'', declarou ao Ver ...

Ler mais

O direito de Israel ser racista

12/05/2007 Joseph Massad Al-Ahram Weekly Os esforços de Israel pela paz são sinceros. De fato, Israel deseja viver em paz não somente com seus vizinhos, mas também e especialmente com sua própria população palestina, e com os palestinos cujas terras ocupa pela força. O desejo de paz de Israel não é só retórico, mas concreto e profundamente psicológico. Com poucas exceções, os líderes sionistas mais proemine ...

Ler mais

Entrevista Com José Saramago

  02/06/2007 O colaborador da BBC na Cisjordânia, José Vericat, conversou em Ramala com o escritor português José Saramago, ganhador do prêmio Nobel de Literatura em 1998. Suas recentes críticas a Israel no conflito do Oriente Médio, comparando os territórios palestinos aos campos de concentração nazistas, têm desatado uma incendiada polêmica. BBC - Que propósito teve sua visita à Palestina? Saramago - ...

Ler mais

Saramago diz que Israel não quer uma paz justa

O escritor português e vencedor do Nobel de Literatura José Saramago disse que Israel não deseja uma paz justa no Oriente Médio. Em entrevista à BBC, ele reafirmou suas críticas ao governo israelense e disse que o país adota um regime de apartheid contra a população palestina. Durante visita a Israel e à Cisjordânia, ao lado de outros escritores europeus, Saramago, de 79 anos, atacou duramente o governo isr ...

Ler mais

Imaginemos

  Imaginemos que, nos anos trinta, quando os nazis iniciaram a sua caça aos judeus, o povo alemão teria descido à rua, em grandiosas manifestações que iriam ficar na História, para exigir ao seu governo o fim da perseguição e a promulgação de leis que protegessem todas e quaisquer minorias, fossem elas de judeus, de comunistas, de ciganos ou de homossexuais. Imaginemos que, apoiando essa digna e corajo ...

Ler mais

Palestina: a solução final e José Saramago

    As imagens da força militar israelense vêm se transmitindo a todo o mundo. Soldados disparando na cabeça dos feridos. Tanques desmoronando as paredes das casas, dos escritórios e do quartel de Arafat. Centenas de crianças e homens com a cabeça coberta com capuchas enquanto são levados para campos de concentração à ponta de rifles. Helicópteros de combate destruindo mercados; tanques arrasando ...

Ler mais

Mahmud Darwish

  No próximo dia 9 de Agosto cumprir-se-á um ano sobre a morte de Mahmud Darwish, o grande poeta palestino. Fosse o nosso mundo um pouco mais sensível e inteligente, mais atento à grandeza quase sublime de algumas das vidas que nele se geram, e o seu nome seria hoje tão conhecido e admirado como o foi, em vida, por exemplo, o de Pablo Neruda. Enraizados na vida, nos sofrimentos e nas imortais esperança ...

Ler mais

Um cavalo vermelho

Ahmad El Khamisi      Ontem, eu vi no meio dos campos um cavalo vermelho, parado em um ambiente vermelho, pensei que eu estava sonhando, pois nunca ninguém viu um cavalo assim vermelho cor de sangue, os cavalos nascem brancos, pretos, ou marrons ou talvez uma mistura de todas as cores, nunca vermelho puro.    Dei um passo cauteloso em direção do cavalo, ele se assustou e levantou suas iras no ar soltando um ...

Ler mais

Said, um palestino do mundo

  Quando a então primeira-ministra de Israel, Golda Meir, declarou que ''é como se não houvesse um povo palestino... eles não existiram'', Edward Said decidiu aceitar o desafio colocado por ela, tratando de ''articular uma história das perdas e das desapropriações, que tem que ser reconstruída, minuto a minuto, palavra por palavra, metro por metro''. ''A Palestina é uma causa ingrata... Só se recebe, c ...

Ler mais
Voltar para o topo