Arte contra o apartheid – Chamada internacional para apresentações Reviewed by Momizat on . Arte contra o apartheid - Chamada internacional para apresentações 06/06/2007 Atividade Mundial, Campanha Popular Palestina contra o Muro do Apartheid, 24 de fe Arte contra o apartheid - Chamada internacional para apresentações 06/06/2007 Atividade Mundial, Campanha Popular Palestina contra o Muro do Apartheid, 24 de fe Rating: 0

Arte contra o apartheid – Chamada internacional para apresentações

Arte contra o apartheid – Chamada internacional para apresentações

06/06/2007

Atividade Mundial, Campanha Popular Palestina contra o Muro do Apartheid, 24 de fevereiro de 2007.
A Coalizão Contra o Apartheid Israelense (CAIA) do Canadá criou um espaço para que artistas e desenhistas possam apresentar e promover suas criações e divulgá-las entre os militantes e ativistas que lutam contra o apartheid israelense.
A CAIA espera que o chamado internacional para apresentações sirva para apoiar tanto o movimento pelo Boicote, o Desinvestimento e as Sanções (BDS) contra o Apartheid israelense, assim como os esforços de artistas de todo o mundo.
TEXTO COMPLETO:
Chamada internacional para apresentações: “Não Mais BANTUSTÁNS”
A Coalizão Contra o Apartheid Israelense (CAIA) convida todos os artistas a dar seu apoio à incipiente campanha pelo Boicote, o Desinvestimento e as Sanciones (BDS) contra o Apartheid imposto por Israel.
O movimento contra o Apartheid sul-africano nos deixou um rico legado de cartazes artísticos por parte de comunidades do mundo todo comprometidas com essa luta. Estas imagens ressoam ainda mais no momento em que a luta contra o Apartheid continua em todas suas formas. Em uma tentativa de tornar global essa campanha, convidamos todos os artistas do mundo para colaborar com a causa criando imagens que usaremos na nossa luta.

Existem duas formas de participar:

1) CAMPANHA COOPERATIVA / PARTICIPATIVA DE CARTAZES
Com a  certeza de que os cartazes que usamos em nossas campanhas internacionais devem representar a comunidade internacional, e não somente os que possuem de ateliê e modernas aplicações de desenho, buscamos colaborar com todos. Nos envie suas criações e imagens relacionadas com o Apartheid israelense, e nós trataremos de passá-las para um cartaz do movimento BDS.

O prazo de apresentações não será encerrado até que Palestina esteja livre. Não obstante, estão previstos alguns acontecimentos artísticos nos primeiros meses de 2007. Nos envie as imagens o quanto antes ou comece a trabalhar para enviá-las mais tarde.
P.O. Box 494 Station P
Toronto,ON M5S 2T1
Canada

Ou por email:

 

no.more.bantustans@gmail.com

Processo:

Nos envie uma imagem que você gostaria de ver no desenho de algum cartaz da BDS. Caso queira, também poderá incluir uma vaga descrição de como gostaria que ela fosse colocada, assim como outras informações.

Usaremos sua imagem como desenho para um cartaz do movimento. Enviaremos um rascunho do que temos, e posteriormente serão enviados os ajustes.

Enviaremos um formulário de consentimento para confirmar que a CAIA pode usar suas imagens como parte do movimento BDS.

Nota: Não manipularemos o conteúdo de sua imagem a não ser por motivos de impressão. Aqui estão incluídas modificações de tamanho (respeitando a proporcionalidade) e outras modificações relativas à inclusão de textos e/ou outras imagens.

Por favor, entre em contato por e-mail caso tenha alguma dúvida.

2) APRESENTAÇÕES GERAIS:

Envie sua criação para ser usada pela CAIA nas próximas exposições. Qualquer obra sobre a Palestina, as condições do apartheid e a campanha BDS é bem-vinda. Nos envie por e-mail ou correio.

Escreva ao e-mail:

No.more.bantustans@gmail.com
Tentaremos cobrir os custos de envio, caso seja necessário. As obras enviadas serão  usadas em exposições públicas e atos culturais para promover uma Palestina livre do Apartheid.

Muito obrigado.

Links de interesse (em inglês):
http://stopthewall.org/enginefileuploads/world_bank_fact_sheet.pdf

Deixe um comentário

Você deve ser logged em para postar um comentário.

Voltar para o topo