A Hatta e a Luta do Povo Palestino Reviewed by Momizat on .   Quem no mundo atual não identifica os palestinos com aquele pano branco com bordados pretos  que cobria a cabeça de Arafat? O AL-HATTA apareceu nas telas   Quem no mundo atual não identifica os palestinos com aquele pano branco com bordados pretos  que cobria a cabeça de Arafat? O AL-HATTA apareceu nas telas Rating: 0

A Hatta e a Luta do Povo Palestino

 

Quem no mundo atual não identifica os palestinos com aquele pano branco com bordados pretos  que cobria a cabeça de Arafat? O AL-HATTA apareceu nas telas da televisão do mundo todo quando o Presidente do Comitê Executivo da Organização para a Libertação da Palestina (O. L. P.), o Comandante Yasser Arafat, discursou na Assembléia Geral das Nações Unidas Ele foi o Presidente da Autoridade Nacional Palestina, da parte de sua pátria recuperada. Desde então, milhares de jovens de diferentes países do mundo o usam como um símbolo de sua solidariedade com a luta do povo palestino.

No entanto, o AL-HATTA não é o único adorno que enfeita as cabeças palestinas e nem todos são branco e pretos. Existem AL-HATTAS brancos, e vermelhos e branco. O AL-HATTA, útil tanto para o calor como para o frio e considerado por alguns especialistas ocidentais como um dos mais belos e masculinos adornos do mundo, é um pano de 125 centímetros por cada lado, de cujas bordas pendem 500 franjas, 125 por cada lado. Para usá-lo se dobra de tal maneira que forme um triângulo e a linha por onde se dobra deve ficar na frente.
A forma de colocar o AL-HATTA é diferente entre velhos e jovens, como também é distinto o akal, o cordão preto com o qual se prende AL-HATTA na cabeça, pois os velhos preferem os mais grossos e os jovens os finos. No entanto, as crianças de família muçulmana, depois que seus pais voltam da peregrinação a Meka, usam um akal de múltiplas cores e de vários cordões que seguram um AL-HATTA de seda branco.
Entretanto, o mais típico e simbólico AL-HATTA palestino, o preto e branco, ficou famoso por causa dos fedayines da margem do Jordão e estendeu seu uso a todos estes combatentes, que costumam colocá-lo de distintos modos: alguns no pescoço, outros sobre os ombros e muitos, no combate, sem o akal, envolvem toda a cabeça com o AL-HATTA, ficando unicamente os olhos descobertos, da mesma maneira que usavam os antigos guerreiros árabes.

Deixe um comentário

Você deve ser logged em para postar um comentário.

Voltar para o topo