02) Mandato Britânico 1917-1948 A. D. Reviewed by Momizat on . 9 de dezembro de 1917 – Rendição das forças otomanas em Jerusalém; as forças aliadas dirigidas pelo general Allenby conquistam a Palestina; Jerusalém fica sob a 9 de dezembro de 1917 – Rendição das forças otomanas em Jerusalém; as forças aliadas dirigidas pelo general Allenby conquistam a Palestina; Jerusalém fica sob a Rating: 0

02) Mandato Britânico 1917-1948 A. D.

9 de dezembro de 1917 – Rendição das forças otomanas em Jerusalém; as forças aliadas dirigidas pelo general Allenby conquistam a Palestina; Jerusalém fica sob administração militar britânica.

29 de janeiro a 10 de fevereiro de 1918 – Primeiro Congresso Nacional Palestinos reunido em Jerusalém envia dois memorandos à Conferência de Paz de Paris em Versalhes rejeitando a Declaração Balfour e pedindo independência.
Abril de 1920 – Os Britânicos afastam do cargo Musa Kazim al-Husseini, prefeito de Jerusalém, por fazer oposição a sua política pró-sionista. A Conferência de Paz de San remo cede o mandato da Palestino aos britânicos.
Maio-Junho de 1921 – O Quarto Congresso Nacional Palestino, reunido em Jerusalém, decide enviar delegação palestina a Londres para explicar a posição palestina contra a Declaração Balfour.
1922 – Os Britânicos obtêm da Liga das Nações mandato para governar a Palestina; Jerusalém se torna capital sob administração civil britânica.
1922-1939 período de numerosas revoltas palestinas contra a ocupação britânica e a maciça imigração judia.
Março de 1925 – Greve geral palestina em protesto à visita privada de Lord Balfour a Jerusalém.
Junho de 1928 – Sétimo Congresso Nacional Palestino se reúne em Jerusalém.
28-29 de agosto de 1929 – Revoltas palestinas em várias cidades como reação às demonstrações militares judias junto ao Muro das lamentações.
16 de dezembro de 1931 – O congresso Panislâmico acontecido em Jerusalém reuniu 145 delegados de todo mundo muçulmano.
Outubro de 1933 – protestos em Jafa contra a política britânica pró-sionista.
8 de maio de 1936 – conferência de todos os comitês nacionais reunidas em Jerusalém pedem ‘nenhuma taxa sem representação’ começa uma greve geral.
22 de julho de 1946 – Irgun e Stern, grupos terroristas sionistas, explodem o King David Hotel.
29 de novembro de 1947 – A resolução 181 da partilha, da ONU inclui a recomendação de que Jafa integre o proposta Estado palestino e que herusalém e Belém sejam um corus separatum, um terriório internacional sob auspícios da ONU.
8 de abril de 1948 – Abd al-Qader Husseini é morto um contra-ataque em Qastel, um subúrbio muçulmano de Jerusalém.
9 de abril de 1948 – Os grupos terroristas Irgun e Stern dirigidos por Menachen Begin e Yitzhak Shamir massacram 254 palestinos em Deir Yassin, um subúrbio Ocidental de Jerusalém.
11 de abril de 1948 – todos os bairros palestinos em Jerusalém Ocidental são ocupados pelo Haganah; os palestinos são expulsos.

Deixe um comentário

Você deve ser logged em para postar um comentário.

Voltar para o topo